dezembro 29, 2010


Eu te disse que não tem fundamentos eu continuar aqui.
Ficar parada enquanto o mundo gira não é pra mim.
Você fica ai, tentando decidir o que quer, e enquanto isso.
Eu já fui embora e você nem viu.
É que sei lá, acho que depois de um certo tempo,
se importar nem vale mais tanto quanto eu imaginava.

novembro 26, 2010

Tem coisas

É que você não entende.
Mas existem coisas que acontecem,
que vão destruindo pedacinhos da gente.
A gente fica vivo sabe?
Respira e tudo mais.
Mas aquilo, dentro de você, não é a mesma coisa.
A esperança vai se esvaindo,
e não deixando mais nada.
É como se a gente se tornasse uma carcaça
Vazia, fria.
Tem coisas que matam a gente,
mesmo que a gente continue respirando,
e sorrindo por fora.



Samantha B.

novembro 18, 2010

eu não sei se deveria


Eu adoro o jeito como você se preocupa,
e cuida de mim.
Adoro como me faz rir de coisas bobas.
Adoro seu cheiro, seu abraço.
Seu sorriso, sua voz.
E é tão bom estar com você.
Eu te adoro tanto,
que sinceramente me apavora.
E eu não sei se deveria ficar.
Se deveria continuar aqui.



Samantha B.

novembro 01, 2010


Sabe quando você cansa de duvidar e de ter medo?
Então.
Sabe quando você simplesmente cansa?
E cansa de tudo?
Então...
Eu não sei.
Eu só cansei de tentar entender,
por que é sempre o errado que me atrai,
e me faz "feliz".





Samantha B.

outubro 06, 2010


Eu não sei por que.
O destino veio e me mostrou alguém,
que é exatamente tudo aquilo,
que eu procurava.
Se não é pra ele ser meu.
Eu não entendo.




Samantha B.

setembro 26, 2010


Mas o meu mundo se completa com você por perto.
E você nem sabe disso.




Samantha B.

setembro 25, 2010


Cada dia sem você fica mais frio, mais nublado.
E nem uma garrafa inteira whisky anestesiaria minha dor,
disseram que era apenas coisa do coração,
mas me dói o corpo inteiro.
Como se faltasse um membro.
E só o que eu quero é estar ao seu lado todos os dias.
Mas agora tudo fica fora de foco.
E eu fico aqui com o meu café gelado,
e com o silencio na cama, que me deixa maluca,
cada dia mais.
Não devia ter te deixado ir,
não devia ter te deixado me esquecer.
Hoje nem o agasalho mais quente me protege do frio,
por que esse gelo, já não vem mais de fora.
O gelo agora vem da minha alma.
E esse é o meu castigo, por te amar demais.
E ter deixado você partir.




Samantha B.

- Please, stay with me tonigth.
- Why?
- I just don't know if I can hadle loosing someone else today.
- But you're not loosing me, I won't let you, I love you like I never loved before. You're just special to me, and I can't describe how I'm feeling, when I see you sad like rigth now. That's killing me.
- I need you here, because with you, I have strength to handle this, just be with me, and I promess that I'll be okay.
- Just what you want my little, you're the only thing it matters now.


- Por favor, fique comigo essa noite.
- Por quê?
- Eu apenas não sei se consigo perder mais alguém hoje.
- Mas você não está me perdendo, eu não vou te deixar, eu te amo como nunca amei antes.
Você é apenas especial pra mim, e eu não consigo descrever como me sinto, quando te vejo triste como agora. Isso está me matando.
- Eu preciso de você aqui, por que com você, eu tenho força para aguentar isso, só fique comigo, e eu prometo que vou ficar bem.
- Só o que você quiser minha pequena, você é a única coisa que importa agora.





Samantha B.

agosto 25, 2010

Renasci


Morri pra você,
e renasci pra mim.
Renasci das cinzas,
que a gente simulou para um fim.
Renasci para os amigos,
pra vida.
Pro mundo onde eu pertenço.
Ah,
nada me faria mais feliz.
Do que todas as coisas boas,
que ando ouvindo,
e vivendo.
E agradeço a ti,
por que ter me libertado
de uma suposta dor.
Nada se compara,
a esse brilho que nos meus olhos se encontram.


Como das cinzas levantei, esse fogo já não pode mais me queimar.



Samantha B.

agosto 19, 2010


Chega de lágrimas,
esse é o fim.
Chega de dor,
de culpa.
Você foi um alguém muito melhor que eu
Mas isso é o que eu faço.
Eu desisto.
E desisti de você,
pra que você pudesse ser feliz,
com alguém que realmente te ame.
Eu desisti de você,
pra você desistir de mim.
E você desistiu...
E esse é o fim.



Samantha B.

agosto 08, 2010


se eu fosse você, voaria pro mais longe possivel de mim.
Só pra não se ferir.
Por que você é perfeito do jeito que é,
e mesmo assim, eu ainda quero aquele que se foi...
Desculpe.


Samantha B.

julho 31, 2010

Já chega!




Já chega de me torturar.
Já me cansei da dor que você me trás;
eu não quero,
mas por favor, vá embora.
E tente não voltar.
Eu já não tenho mais forças,
para esconder,
ou lutar,
contra esse sentimento.
Que é mais do que passado.
Eu já me perdi demais,
por você.
Me apeguei em pedacinhos,
de algo, que só existia em mim.
E agora já chega.
Vá embora, sorrindo.
Enquanto eu fico aqui,
coletanto os pedaços que sobraram do meu coração.
Pois ele precisa estar vivo,
e inteiro, pra quando você voltar de novo.
E me deixar pirada outra vez...


Samantha B.

Como eu queria, que os seus abraços fossem meus.
Como eu queria que seus beijos pertencessem a mim.
Como eu queria, que os seus sorrisos mais bonitos, e mais sinceros;
fossem pra mim.
Ah... Como eu queria.
Mas não é assim,
você não é meu.
E mesmo assim me domina, como se fosse sua.
Faz o coração disparar, faz crescer borboletas no estômago.
Faz as pernas tremerem, faz faltar o ar, e as palavras voarem ao vento.

Samantha B.


"Eu sei que eu sou a única pra quem você sempre volta.
E dessa vez, eu gostaria de ser a única que você nunca abandonou."
Adrian Lee - The Secret Life of the American Teenager

julho 19, 2010

Mal resolvido

Amores
mal resolvidos são assim, voltam e baralham tudo, fazem-nos tremer,
aceleram as nossas batidas cardíacas, ficamos sem saber o que fazer. (Mia)
http://eu-a-mia.blogspot.com/




Você veio, só pra visitar.
E já me bagunçou toda.
Bagunçou, tudo o que eu levei tempo,
pra arrumar, entender.
Deveria ter me poupado,
de tantas novas informações.
Deveria ter ficado onde estava.
Pra não atrapalhar,
o que eu construi aqui.
Mas você é meu amor,
mal resolvido.
E vai voltar outra vez,
pra me amalucar de novo.
E isso também me dói.
Pois eu sei,
que se tiver a oportunidade,
eu irei ceder;
sem pensar,
a esse amor que nem começou,
e já teve que acabar...

Ah, se você tivesse chegado mais cedo...



Samantha B.

julho 18, 2010

Não devia.


Você não deveria ter voltado.
Mas também não deveria ter ido.
Eu quero que você vá embora.
Mas eu também quero que volte mais vezes.
Toda vez que você aparece,
me deixa assim,
toda cheia de dúvidas.
Me balança.
Me encanta.
Me chateia.
Me cansa.
Tem como você ir,
e só aparecer quando eu pedir?
Vai...
E volte quando eu pedir pra você voltar.



Samantha B.

julho 17, 2010


Por favor, feche as portas quando sair.
E vê se não volte atrás.
Não nos resta mais nada.
Além de uma história que não teve fim.
Uma história incompleta
Que só serve para fazer sofrer.
Feche as portas quando sair.
Para que eu possa finalmente tranca-las.
E te esquecer.




Samantha B.

julho 16, 2010

Te olho nos olhos - Ana Carolina


Te olho nos olhos e você reclama,
que te olho muito profundamente.
Desculpa,
tudo o que vivi foi profundamente.
Eu te ensinei quem sou,
e você foi me tirando
os espaços entre os abraços.
Guarda-me apenas uma fresta.
Eu que sempre fui livre,
não importa o que os outros dissessem.
Até onde posso ir pra te resgatar?
Reclama de mim,
como se houvesse a possibilidade,
de me inventar de novo.
Desculpa,
se te olho profundamente,
rente a pele,
a ponto de ver seus ancestrais nos seus traços.
A ponto de ver a estrada,
muito antes dos seus passos.
Eu não vou separar,
as minhas vitórias dos meus fracassos.
Eu não vou renunciar a mim,
nenhuma parte do meu ser,
vibrante, errante, sujo, livre, quente.
Eu quero estar viva, e
permanecer te olhando profundamente.

julho 08, 2010


Se algum dia, inesperado.
Eu tiver que partir,
sem me despedir.
Olha para a lua,
e lá eu estarei,
onde quer que eu esteja.
Estarei olhando por essa mesma lua,
pensando em você.
Por que não existe nenhuma maneira,
de me fazer esquecer.
Tudo de bom que nós vivemos.
E eu vou estar sempre contigo.
Em todos os momentos, de paixão,
ou agonia.
Mesmo que só pela lua.
Eu vou estar sempre lá para você,
meu amigo.




Samantha B.

julho 07, 2010

A noite toda.


Fiquei pensando a noite toda, em fugir outra vez.
Em escapar do sentimento.
Escapar da dor, e da própria alegria.
Revirei-me em meus lençóis,
tentando ver-me um dia sem você.
Em vão,
foram todas as minhas tentativas,
de me desvencilhar de ti.
Passei a noite,
tentando imaginar-me sem o apego.
Sem o amor.
Nada consegui, pois sua imagem
não me saia da cabeça.
E tudo o que o meu coração queria,
era estar contigo mais uma vez.
Ah... esse tolo coração.
Sempre se apaixonando.
Desta vez, nem minha razão,
está de desacordo.
Mas, e eu que não consigo não duvidar.
E não questionar.
Me reviro nessa cama,
sem entender.
A maneira como já amo você.



Samantha B.

julho 04, 2010


"Eu perdi a minha fé, você me trouxe ela de volta."
-Celine Dion-

O melhor de fazer besteiras, é perceber que você as superou.
Eu sabia desdo o inicio, que iriamos, ficar juntos.
Desde o primeiro instante, em que te ver nos corredores.
Eu só não sabia, que você me traria de volta.
Tudo aquilo que pensei, que não mais sentiria.
Você me deu o prazer, de me sentir amada outra vez.
E isso, já é o melhor presente, que alguém poderia me dar.
Creio que estou me apaixonando por você, ou talvez, já até esteja.
Mas eu não tenho medo.
Sei que dessa vez, não vou me perder em mim,
entanto encontrar, alguém que agrade alguém,
que não sou eu.
Você veio para mim, carregando a luz que me faltava.
E eu nem sabia que isso poderia acontecer.
Obrigado, por estar comigo, e ser meu companheiro.



Samantha B.

julho 03, 2010

As confissões de uma garota,

que perdeu seus sonhos, sonhando.

É tenebroso e doloroso ver o modo com ele a feriu.
E dói só de saber quantas lágrimas ela derramou, por ser tão nova,
e já querer amar.
É chato ter que crer que isso foi só a primeira vez.
E até hoje ela se pergunta, como foi que isso foi acontecer com ela.
Que era tão forte, e tão corajosa.
Já se passaram anos, e hoje ela tem certeza de que um coração machucado nunca esquece.E ela gostaria tanto de não se lembrar.
Não se lembrar dos sorrisos, dos abraços, dos beijos, dos amassos.
Das brigas, dos terminos. Dos erros.
Das traições que ele fez, da dor que ela fugiu, e mesmo assim sentiu.
Ela ficou tão cansada daquele coraçãozinho machucado, cicatrizado, fragmentado pela antiga paixão;
que a tirou de tudo o que ela conhecia e amava, e a transformou em outra pessoa.
E então decidiu que não procuraria mais ninguém, e que não deixaria que ninguém a procurasse.
Mas o coração foi ficando carente, e a dor foi ficando pior, quando ela via como o mal-feitor que estraçalhou seu coração, estava bem.Mas um dia, um pobre e lindo moço lhe bateu a porta, pedindo por um pouco de carinho e amor.
E foi só o que bastou para que ela resolvesse que não custava tentar mais uma vez. Só que dessa vez, ela decidiu marrar seus pés no chão, para não sair voando por ai como uma grande tola.Pois ela sabe, que o que tiver que acontecer, vai acontecer, se tiver que doer, vai doer. Mas prefere se manter um pouco mais segura, pois assim a queda não machuca tanto. E apesar de ser tão jovem, já continha sua bagagem cheia de machucados incuráveis, e experiências que não a deixavam orgulhosa de si. Mas sempre deixava um espacinho reservado para novas lições, que ela sabia que viria a aprender...

Ah... E eu me lembro de tantas noites mal dormidas, achando que nada mais tinha jeito.
Que ninguém mais poderia me amar, e que eu não poderia amar a ninguém.
Com tanto medo de que aquela dor que no fundo, eu mesma me causei, jamais passasse.
Por que por mais que tenha sido duro para mim admitir, ele não merecia estar comigo, mas ela merece estar com ele.
E por saber que sou melhor que eles, eu lhes concedo o perdão, dessa vez verdadeiro, só para sentir meu coração mais leve, e livre daquela antiga paixão.

junho 09, 2010

Ao mar então.


Ela se jogou ao mar aberto, esperando que ele a salvasse, mas ele nem sequer ligou.
Partiu sorrindo, deixando para trás, lembranças de um amor que só ela sentiu.
E lá pro mar ela ficou, sentindo a dor de um coração espatifado, e marcado;
por esse amor que nunca existiu.

Ou bem me quer, ou mal me quer.


E por fim parar de chorar.
e acreditar que tudo nessa vida tem uma razão;
razão pra sofrer, pra chorar.
Para depois encontrar, alguém que te faça sentir melhor.
E ai então, ter razão.
Pra sorrir, e gritar, e cantar e pular.
De tanta emoção.
Pois esse coração tão cicatrizado,
já não aguenta mais tanta solidão, e nenhuma compaixão;
e por isso reza, aguniado.
Pedindo perdão, por tudo de errado.
E implorando pra que dessa vez seja de verdade.
Assim, esperando calorosamente, que seu pedido apaixonado.
Se torne a mais pura e bela realidade.
Se bem me quer, ou mal me quer,
isso só saberei ao final dessa temporada.

junho 03, 2010


E o meu riso é tão feliz contigo.
Não é toda minha felicidade,
mas é bom que faça parte dela.

maio 27, 2010

Por que eu gosto é de rosas.


E não tem jeito, eu gosto é de rosas.
Mas agora é diferente.
O medo foi embora, e eu tenho ciencia de que,
se eu sofrer, é por que ainda não aprendi.
E eu sei, enquanto não aprender.
As rosas irão me furar, e me ferir.
Por que por mais lindas que elas sejam,
e por mais que seu aroma encante.
Ela ainda contém seus espinhos.
O dificil é suportar a dor.
Mas depois de um tempo,
acho que a gente nem sente mais.
Eu só quero esperar, e ver como isso vai acabar.
Uma rosa despedaçada, e um coração partido?
Não sei, mas não espero que seja assim.
Meu momento agora, é de deixar rolar, e ver no que vai dar.
Já que essa, parece ser sempre a melhor opção.

maio 26, 2010

dois bicudos - anacarolina e algumas modificações.


quando eu te vi andava tão desprevenida, que nem ouvi tocar o alarme de perigo.
e você foi me conquistando devagar, quando notei já não tinha como recuar, é.
e foi assim que nos juntamos distraídos, que no começo, tudo é muito divertido.
mas sempre tinha um amigo pra falar, é. que o nosso amor nunca foi feio pra durar.
Por mais que eu durma eu não descanso, por que mais que eu corra, eu não te alcanço.
Mas não tem jeito eu não sei como esperar, desesperar também não vou, não vou deixar você passar, como agua escorrendo nos dedos, fluindo pra outro lugar.
Ninguém pode negar, que o nosso amor é tudo, tudo que pode acontecer com dois bicudos;
não são tão poucas as arestas pra parar, mas é que o meu desejo não deseja se calar.
Até os erros já parecem ter sentido, não sei se fui traída. mas eu não vou trair
não te pedi uma conduta exemplar, mas é que a sua ausência é o que me doí no calcanhar
[...]
NÃO VOU DEIXAR VOCÊ PASSAR COMO AGUA ESCORRENDO NOS DEDOS, FLUINDO PRA OUTRO LUGAR!
será, sempre será, o nosso amor não morrerá.
Depois que eu perdi o meu medo, NÃO VOU MAIS TE DEIXAR!

maio 25, 2010


Eu sempre quis receber flores, mas parece que eu só recebo os espinhos.
Eu resolvi querer brincar com espinhos, e na brincadeira joguei meu coração.
Como a rosa ele é, eu já disse.
Tem os olhos belos, o cheiro estonteante.
E a cor vermelha, que deixa sem ar.
Mas tem também seus espinhos, que ferem.
Que me feriram...
Não foi tempo perdido,
eu só não sei se quero voltar atrás.
Se quero tentar.
Não sei se quero voltar a abraçar minha rosa.
É, eu admito.
Fui eu sim, que joguei meu coração nos espinhos.
E sim, fui eu que pulei do abismo.
Com minhas escolhas.
Eu me feri.
Eu só não sei mais, se quero minha rosa.
Minha rosa.
Com espinhos.

maio 24, 2010


Por que a gente reclama tanto da vida, enquanto ela tem TANTO a nos oferecer?

maio 22, 2010


Eu NÃO aguento esse meu blábláblá interior!

maio 17, 2010


Eu não sou criativa quando eu não estou apaixonada.
E isso, é um saco.

Afinal, pra que ter um blog, se você não escreve nele?
Pra entrar, todo dia, ler o que as outras pessoas escreveram, e pensar...
Ah, como eu queria ter inspiração...
Eu viajei pro meu passado hoje, por um CD.
É bom, é bom saber que eu nem sinto mais magoa, por quem eu achei que sentia.
É bom saber, que não tem mais ódio. Por que olhando pra aquelas fotos no CD, tudo o que eu senti; na verdade, quando eu vi a foto dele, eu não senti, eu não senti nada. E eu me sinto tão superior... Tão bem, como eu não me sinto a um ano. E é tipo, BOA agora eu me livrei!
E é tão bom me sentir livre.
Me sentir livre da magoa, da traição, da vingança, é como uma pedra que a gente a carrega a muito tempo, e de repente ela se espatifa e você pode finalmente, levantar e sorrir, sabe?
Eu me sentindo leve, eu achei que não seria assim, mas foi. E é tão ótimo.
Ah! Ouvir as musicas que eu ouvia na época, cara como é bom.
Eu tive tão bons momentos... Tipo, eu era feliz e não sabia? RS
Passado, passado. Eu pensei que o meu passado fosse, ruim. Daqueles que a gente nem gostaria de se lembrar, mas não é tão ruim assim. Errei, eu errei sim, e muito.
Mas quem não erra que atire a primeira pedra.
É fácil, viver, na verdade. A gente é que arruma coisinhas, pra tornar tudo mais difícil.
Eu tenho uma pessoa do meu lado agora, que tá me fazendo um bem tão grande, e nem sequer imagina... Ele é bom, e eu gosto dele. Mas eu não apaixonada, como eu pensei que estava.
Eu só estou livre. Só livre.


Pena é saber, que eu perdi todo o tempo que eu levei pra chegar aqui, consolo é saber, que eu ganhei todo o tempo, desde que eu cheguei aqui.

maio 06, 2010


Eu me apaixonei. Eu acho.
E ele não presta. Eu acho.
Me disseram que ele não é flor que se cheire,
mas esse cheiro, é tão refrescante.
Não, eu não me apaixonei, eu me encantei.
Eu me atrai, pela rosa, cheia de espinhos,
com cheiro, estonteante.
Mas se fosse paixão,
não seria triste não.
Por que não me importa,
quão mal, me faça;
se fizer, a escolha foi só minha.
E mesmo assim, saberei,
que o caminho, foi escolhido por mim.
Sozinha.
Eu gosto ele fala,
mesmo que ele fale demais.
Eu gosto da voz,
e dos olhos...
Dos olhos.

abril 29, 2010


Eu, digo não ao preconceito.
Quem foi que disse?que negro é preto.
Que negro é menos.
Quem foi que disse,
que Judeu faz errado.
Quem foi que disse,
que quem acredita em feitiçaria,
é ruim, é do Demônio.
Quem foi que disse,
que homossexual,
não é normal?
Nós evoluímos,
criamos carros,
televisão a cores.
Metro.
Ónibus.
Liberdade,
mas onde é que ela foi parar?
Não, a gente não tem liberdade.
Não tem liberdade de expressão,
nem de alma.Pois pra mim,
quem tem preconceito,
é tão preconceituoso com si mesmo,
e tão sem liberdade.
Que acha que tem direito de julgar,
quem é diferente.
Como pode um mundo tão evoluído,
estar ainda,
tão atrasado.
Você não deixa de achar lindo o arco-íris,por que ele é colorido.
O mundo é preto, é branco, é amarelo.
É azul, é verde, vermelho.
O mundo é de todos os jeitos.
De todas as formas,
de todos os gostos.
E não deixa de ser bonito.
Diga não ao preconceito você também.
E faça sua alma evoluir ,cada passo,
um pedaço.


OBS: Eu tenho quinze anos, mas eu vejo, e sinto também... Minhas palavras não são influencia, eu sei pensar por mim mesma.
E já não sou mais uma criança, e minha vontade é gritar pro mundo. Eu também tenho direitos, eu tenho, ela tem, você tem, ele tem, todos tem. Por isso, quando digo que todos nós temos direitos, me refiro também ao direito, de ser quem é, como é, gay, lésbica, negro ou branco, católico ou evagelico, espirita ou não. Nossas religiões, cor, ou opção sexual, não mudam quem somos no final. O que faz nós sermos diferentes de verdade é a nossa personalidade, então... acho que é isso. Queria que pudesse fazer com que todos se concientizassem com isso.

abril 17, 2010


Quero asas.
Virar anjo bom, bonito.
Sair do chão,
olhar pra cima.
Quero asas.
E uma voz de criança bem bonita
Pra faze-los me escutar
como aquela vozinha na cabeça.
Quero ser anjinho da guarda
Quero salva-los
Quero libertar-te
Quero você em paz.
Quero asas,
pra voar.
Me fazer livre,
me esquecer de tudo.
Eu queria asas,
eu queria muda-los...
Mas não posso.
Por que não sou anjinho deles;
e não sei mais como voar.


abril 16, 2010

Eu não sei como saber,
entender o que seu olhar quer dizer.
E tudo o que eu mais quero,
é sorrir para ti.
Mas eu não consigo...
Tenho medo, do apego.
Desse meu apegar por esse olhar,
que nem me pertençe.
Mas que quando não está...
Ah, me mata.
Me mata quando esses olhos,
lutam pra não encontrar os meus.
E eu queria falar contigo.
Mas tenho medo.
E estou tão cansada de tentar me proteger...
Oh, eu estou tão cansada,
de olhar-te e não entender
de procurar e não te ver
de ter tanto medo.
Me proteger do que nem aconteceu ainda.
Por tanta cicatriz nesse meu coração novo.
Quero perder esse controle,
quero cometer esse erro.
Mas...
eu não tenho coragem,
de mais nada.

abril 15, 2010


Vire seus olhos em minha direção
outra vez.
Eu preciso ve-los,
pra tentar resisitir.
A essa tentação de beijar sua boca.
Por que eu não te conheço,
e a gente não se apaixona por desconhecidos, certo?
Então, deixe-me conhecer seus olhos,
olhar tua boca,
para ter só mais uma,
desculpa pra te querer
só pra poder te ver,
sem culpa.
Sem medo,
sem vergonha.
E te encarar, até você ficar sem graça
Pra ver, se você me vê.
Se você me lê.

Selinhos

Eu recebi este selinho faz algum tempo, mas como eu não seguia muitas pessoas, não sabia para quem passar.
Quem me passou foi a Mile do Gaveta Aberta
Lá ela dizia que a pessoa que passou a ela, disse que ela tinha que contar um momento feliz e passar para dez pessoas. Mas eu sou nova demais para definir um só momento feliz. Por que apesar dos altos e baixos, tendo minha mãe, meu pai, minha familia, e o amor deles, então todos os momentos são felizes para mim, sendo assim, pulo essa parte. Nao serão dez... isso posso afirmar.
Passo para:
Recebi este selinho hoje, da Yasmine, estou muito agradecida.

Repasso para:
Minha mãe liinda. *-*

abril 10, 2010


Não.
Eu não perdoei, e eu não esqueci.
E eu não superei.
E no meio de tudo isso, onde é que eu fui parar?
Como foi que me deixei perder desse jeito;
Eu passei um ano tentando me consertar, e me fazendo pensar que estava tudo bem.
Que o ódio, o ódio ia passar.
Mas ele não passou, e eu não perdoei.
Eu gosto das pessoas mais impossíveis, aquelas que eu tenho certeza que não vão acontecer.
Pra me manter segura, e eu não quero mais me manter segura.
Eu quero esquecer, apagar. Eu quero ser eu de novo.
Eu quero me ter, e me jogar sem medo.
Sorrir pro garoto que eu acho lindo na escola, quando ele olha pra mim.
Eu quero ter coragem de novo.
Eu queria ter a coragem pra admitir que não, eu não estou bem.
Eu não me achei ainda, eu não estou livre ainda.
Quero parar de ter ódio, até de quem não teve nada a ver.
Deixar o vento levar, toda essa magoa.
Mas eu estou conseguido dar um passo na frente do outro, eu sei.
Só que, eu preciso de ajuda aqui.
Eu quero voltar a olhar para as pessoas que não gostam de mim e sorrir, abraça-las, e deixarem elas com cara de tacho na frente de todo mundo. Por que eu vou estar sendo simpática, e ela a sem motivo.
Eu quero ser assim de novo.
Eu vou ser, eu desabafei.
Eu estou seguindo em frente. É, eu estou, me sentindo mais livre, por ter deixado sair.
Por ter jogado pra fora a verdade.
Eu ainda não superei, mas estou chegando lá.
Estou deixando ele no capitulo atrás, por que esse não vai ser o ultimo, e nem o mais difícil.
Eu estou seguindo em frente, sem peso nenhum.
É, eu estou

abril 08, 2010


Joguei o pensamento ao vento,
só pra ver se ele te encontra,
e traz você pra mim.
É que eu já me cansei do meu vazio.
Já me cansei de só olhar, de não fazer parte.
Eu quero estar dentro também, eu quero estar junto.
Quero que você pare de só olhar também,
quero que faça parte.
Quero te ter bem aqui, perto de mim.
Bem aqui, ao meu lado;
me abraçando no frio.

abril 07, 2010


E eu nem sei o seu nome.
Mas quando te vejo...
Seus olhos, me fazem esquece-lo.
Acho que talvez, tenha me conquistado.
Mas eu nem sei o seu nome.
Eu quero estar contigo...
Mas nem sei seu nome.

março 28, 2010

A intenção era falar sobre poeta.
Mas não consigo enxergar palavras, ou encontrar, alguma que o defina.



Minha inspiração.
Meu ídolo
Meu herói.
Não conheci, nem vivi na sua época.


"Veja o sol dessa manhã tão cinza, a tempestade que chega é da cor dos seus olhos... Castanhos."
Tempo Perdido

março 24, 2010


Eu gosto de você, eu me preocupo com você.
Mas eu já não ligo tanto assim.
Eu não sinto tanto assim...
Por que você é ainda o brilho dos meus olhos, até que ele me conquiste.
E eu ficarei ao seu lado, sendo quem você quer que eu seja, até que ele me conquiste.
Eu ficarei encarando ele, pensando em você, até que ele me conquiste.
E não me importo no que sua namorada vai pensar, por que eu estou aqui a mais tempo, por mais atrasada que eu esteja. E por mais que você não sinta minha falta. Eu sinto, e o que importa aqui, não é mais você, sou eu.
Eu seguirei em frente, e espero que você possa me alcançar, mas não te deixarei sozinho.
Por que antes de me apaixonar, você era a pessoa com quem eu me preocupava. E que me animava quando eu tinha vontade de chorar. A quatro anos atrás antes de eu me apaixonar por você, tu ficava ao meu lado quando seu melhor amigo me magoava e passava de bicicleta na minha frente. Você ficava ao meu lado.
E você foi o melhor amigo que eu já tive, então não. Eu não vou te abandonar.
Só não vou mais esperar que você corresponda meus sentimentos.
Por que eu vou pensar em você, até que ele me conquiste.
E vou gostar de você, até que ele me conquiste.
E não vou esperar que ninguém tome as minha decisões.
Eu peguei minha estrada, e vou nela livre.
Talvez ele me conquiste...

março 21, 2010

Não dessa vez.


Vá se agarrar em outra pessoa, não em mim. Não dessa vez.

E eu fico aqui, ouvindo o seu nome até que me canse.
Por que isso é tudo o que eu tenho de você, o seu nome.
E na realidade, eu já me cansei.
A gente sempre começa com escolhas, e talvez essa escolha não tenha sido certa.
Por isso, eu to caindo fora.
Eu não vou me afogar aqui, no escuro, e sozinha.
Sozinha, por que você não tá aqui nem pra me ajudar, e era pra você ser pelo menos meu amigo. Obrigado!
Eu não consigo chorar; derramar uma lágrima sequer, nem quando eu penso em ir embora.
Eu não consigo colocar essa merda aqui prendendo o meu ar, pra fora.
E você nem sequer sabe disso; onde está você quando EU preciso?
Não vou embora, mas não espero mais nada de você, e acho que você deveria não esperar mais nada de mim.
Por que eu não posso ficar sendo a salvação de uma pessoa que não sabe nem agradecer.
Eu tô fora, não venha mais me chamar quando vocês brigarem, por que isso agora é problema só seu, resolva-se sozinho.
Não me chame mais!
Acredite se quiser, mais eu vou me desapaixonar por você.
Eu tinha um plano, e você me bagunçou toda. Quem você acha que é pra fazer isso?
Eu tinha um plano, pra mim, e agora eu não consigo pensar em mais nada que não seja ficar ao seu lado, sendo sua amiga, pra sempre. Mas, eu não vou atender os seus chamados como se você estivesse morrendo ou algo assim, eu tinha um plano, e eu vou seguir.
Eu tenho um plano, e você vai ficar fora dele dessa vez!
Vá se agarrar em outra pessoa quando tiver problemas, não em mim.
Não dessa vez.

Eu vou embora agora, e talvez eu volte amanhã.
Ou talvez não;
não espere por mim.

março 18, 2010

Não quero


Não quero falar de amor essa noite.
Não quero, por que eu não posso lembrar dos seus abraços; e seus sorrisos, e suas conversas.
E seus braços. Não quero contar que você me encanta com todos os seus olhares castanhos...
Não posso lembrar de você, sem lembrar dela. E por isso, não quero mais falar de amor.
Não quero falar de amor essa noite, por que eu não posso pensar nem por um minuto; que eu ter voltado, pode ter mudado todo o seu rumo. Por que eu não consigo entender como uma paixão que parecia ser tão correta, pode ter mudado de direção em duas semanas; por que não consigo entender como só agora você veio me dizer que não sabe mais o que sente por ela.
Por isso, não posso falar de amor.
Por que não quero contar, como me apaixonei tão facilmente.
Por que eu não quero confessar o quanto ficar ao seu lado me deixa bem.
Não posso contar como nossas conversas mudam o meu humor, e me deixam mais feliz.
Por essa noite, não quero falar de amor. E não posso nem pensar que o seu mundo feliz, que estava abalado e abafado; talvez esteja caindo por que eu cheguei. Por que você é meu melhor amigo, e eu não posso suportar que você se machuque.
Então, só por essa noite, eu não quero mais falar de amor.

março 12, 2010

Fugir


Eu tô querendo fugir.
Esse espaço está muito apertado, eu estou querendo desistir.
Ir embora daqui, de cabeça baixa e coração ferido outra vez.
E eu nem lutei pelo seu amor, mas... Será que eu deveria?
Mas, eu não quero ir embora, eu não quero perder o seu rosto, eu não quero perder seu sorriso; sua voz. Eu quero ficar aqui, e ao mesmo tempo, ir embora.
Sinto vergonha por te querer tanto, e por isso soar tão ridiculamente egoísta.
Mas eu não consigo fazer meu coração parar de bater tão rápido quando eu penso em desistir; não consigo fazer meus olhos pararem de lacrimejar.
E eu nem sequer preciso de você, era o que achava.
Jogar-me do abismo foi mesmo a escolha certa?
Ou, esquecer toda a nossa história, e os nossos sorrisos, e as nossas piadas, nossos sarcamos, sua mão aquecendo a minha, seria o mais correto a se fazer?
Mas a minha mente não permite que eu pense em te esquecer, em te deixar.
Em abandonar tudo o que vivemos. Eu não quero deixa-lo ir agora, eu não posso.
Eu quero fugir contigo, antes que tudo isso exploda, e eu não consiga mais suportar a vontade de tocar os meus lábios nos seus. Só mais uma vez, correr contigo.
Eu não estou preparada pra lhe ver partir, e também não estou preparada para fugir; sozinha mais uma vez. Pois se é assim, então. Eu vou ficar.

março 09, 2010


Venha fugir comigo mais uma vez.
Foi tão bom ver o seu sorriso de novo, eu poderia ficar olhando pra você a noite inteira e nem me cansaria.
Por que quando eu te vejo, eu começo a sorrir, e você me faz um bem tão grande. Você nem imagina.
Não sai da minha cabeça um minuto sequer, e eu estou sempre sorrindo.
Parecendo boba, apaixonada, é.
Não me importa como, o importante é que você também pensa em mim.
E essa saudade inacabável, tão grande.
Que não vai embora.
Deus, é tão bom, parece até que as coisas estão brilhando mais... o Céu está mais azul.
Não quero mais te perder de vista. Não quero mais, não posso.
Fuja comigo outra vez, eu preciso de você aqui. Preciso provar do teu abraço apertado outra vez, meu amigo.